BEM-ESTAR

Varizes: quando devemos trata-las?

Varizes: quando devemos trata-las?
Dr. Sthefano Atique Gabriel - Médico e cirurgião vascular

Aproximadamente 40% da nossa população sofre com a presença de varizes nos membros inferiores. As varizes são caracterizadas por veias dilatadas, tortuosas, insuficientes e na maior parte das vezes visíveis a olho nu como vasos esverdeados ou azulados.

Diferentes tipos de varizes podem ser observadas nas pernas das pessoas. Os “vasinhos” são aquelas veias muito finas, com calibre de até 1 mm, algumas vezes com coloração avermelhada. Geralmente não causam dor, mas possuem um impacto estético importante. As microvarizes constituem as veias de pequeno calibre que irrigam os “vasinhos”. Por fim, existem as varizes, que são veias maiores, com diâmetro maior que 3 mm. Na maior parte das vezes, a presença de varizes causa dor, cansaço nas pernas, sensação de peso e inchaço.

Muitas pessoas acreditam que as varizes representam apenas um problema estético. Este conceito é um mito! Quem sofre com as varizes, além de queixar-se com frequência do aspecto estético, também está sujeito a complicações decorrentes da insuficiência venosa, tais como, flebite, trombose, sangramento por rotura das veias, dermatite, hiperpigmentação, eczema e formação da úlcera venosa.

A úlcera venosa constitui a mais constrangedora complicação da doença varicosa. Além do impacto social, a úlcera venosa representa uma causa importante de afastamento do trabalho e prejuízo na qualidade de vida. Portanto, o tratamento das varizes nas fases mais precoces da doença almeja evitar as possíveis futuras complicações da insuficiência venosa crônica.

Com a evolução da Medicina Vascular, hoje é possível oferecer aos pacientes opções de tratamento das varizes no próprio consultório, de forma minimamente invasiva, sem necessidade de repouso e internação hospitalar. Obviamente, cada caso deve ser analisado com cuidado e o tratamento deve ser sempre individualizado.

As opções de tratamento tradicionais existentes e disponíveis atualmente no mercado brasileiro para o tratamento das varizes são: microcirurgia, tratamento termoablativo com Endolaser, tratamento termoablativo com Radiofrequência, escleroterapia líquida, escleroterapia com “espuma”, laser Transdérmico e as terapias combinadas.

Quanto maior o tempo de doença, maior o processo inflamatório presente na parede da veia varicosa e maior a aderência venosa à pele. Portanto, o tratamento das varizes deve ser realizado sempre que possível em fases precoces, assim que os primeiros sintomas se manifestarem. Quanto antes o tratamento for realizado, melhor será o resultado estético.

Em fases avançadas, o tratamento das varizes é difícil, com presença de fibrose na pele, o que dificulta a remoção e o fechamento da veia insuficiente. Além disso, as varizes pioram após o período gestacional, o que sugere que as pacientes realizem o tratamento das suas varizes antes de iniciar a gestação.

Procure manter-se sempre informado sobre a Medicina Vascular. No site www.drsthefanovascular.com.br você pode encontrar atualizações sobre temas do seu interesse. Se você sofrer com varizes, procure seu Cirurgião Vascular e realize seu tratamento.


Serviço:

Dr. Sthefano Atique Gabriel

Angiologia e Cirurgia Vascular - CRM 130437

Instagram: @drsthefanoatiquegabriel

Facebook: /drsthefanoatique

Contato:  17 3512-1970

Endereço: R. Redentora, 3106 - Vila Redentora - São José do Rio Preto - SP

 

   


+ Sintonia

O inverno chegou! Conheça 6 passos para proteger sua circulação em dias frios

Com a chegada do inverno é necessário atenção redobrada ao sistema circulatório, que inevitavelmente sofre com as variações térmicas. A vasoconstrição representa uma maneir...

Leia +

Dor nas pernas em dias frios pode significar complicações circulatórias

As dores nas pernas constituem um dos principais sintomas associados ao sistema circulatório, sendo que a má circulação e a doença venosa representam as p...

Leia +

Existe relação entre Diabetes Mellitus e formigamento nos pés?

O Diabetes Mellitus representa uma doença prevalente em todo o mundo e caracteriza-se por elevados níveis de glicose no sangue. A hiperglicemia crônica acelera ...

Leia +

Malefícios do cigarro para sua circulação

O hábito de fumar representa um importante fator de risco para as doenças cardiovasculares, em especial para os problemas relacionados ao sistema circulatório. Quem f...

Leia +

Esfriou! Atenção a sua circulação!

Nossa circulação é muito sensível às variações térmicas, especialmente durante o período de baixas temperaturas. Nos dias frios, ocorre o fechamento da microcirculação, um ...

Leia +