BEM-ESTAR

O hábito de fumar aumenta o risco de doenças circulatórias

O hábito de fumar aumenta o risco de doenças  circulatórias
Dr. Sthefano Atique Gabriel - Médico e cirurgião vascular

O hábito de fumar representa um importante fator de risco para as doenças cardiovasculares, em especial para os problemas relacionados ao sistema circulatório. Quem fuma apresenta maior risco de evoluir com derrame cerebral, infarto do miocárdio, trombose arterial e má circulação.

Independente do tipo de cigarro utilizado, o efeito da nicotina em nossa circulação resulta no aumento da viscosidade sanguínea, conhecido popularmente como “sangue grosso”. Este fenômeno predispõe a formação de micro trombos no sistema arterial e no sistema venoso, resultando em prejuízo circulatório e insuficiência vascular periférica.

A trombose arterial constitui uma importante complicação do tabagismo. A viscosidade sanguínea aumentada promove o entupimento da circulação arterial, promovendo um quadro clínico agudo, composto por dores nas pernas, redução na sensibilidade dos pés, frialdade dos membros e ausência de pulsos periféricos palpáveis. Na presença destes sintomas, a avaliação médica deve ser imediata, uma vez que o restabelecimento da circulação arterial deve ocorrer o mais breve possível, a fim de evitar a isquemia dos tecidos corporais e a possível evolução para perda do membro.

A má circulação representa outra complicação circulatória associada ao hábito de fumar. Além de aumentar a viscosidade sanguínea e facilitar a formação de trombos, a nicotina tem a capacidade de agredir o endotélio vascular, reduzindo a proteção da parede arterial e, consequentemente, acelerando o depósito de placas de colesterol em nossas artérias.

O fenômeno aterosclerótico acelerado resulta em diminuição do fluxo sanguíneo para a periferia do corpo, em especial para os pés, prejudicando a perfusão dos membros e dificultando a atividade física e a deambulação. A claudicação intermitente, caracterizada por dores nas pernas durante a caminhada, em decorrência do esforço físico, constitui um sintoma comum associado a má circulação. A presença e o aumento das placas de ateroma, devido ao tabagismo, além de prejudicar a circulação, representa um fator de risco para a trombose arterial.

Além da trombose arterial e da má circulação, o hábito de fumar também eleva o risco de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral, aumentando a morbimortalidade cardiovascular. Na presença de dores no peito, falta de ar e alteração de sensibilidade e motricidade nas mãos e nos pés, é importante o acompanhamento médico para descartar e/ou diagnosticar alterações circulatórias relacionadas ao cigarro.

Caso você mantenha o hábito de fumar, realize periodicamente seu check-up vascular, e na presença de dores nas pernas, frialdade nos pés e arroxeamento das extremidades, não hesite em procurar o seu cirurgião vascular. Para mais informações, acesse o site www.drsthefanovascular.com.br.

Serviço:

Dr. Sthefano Atique Gabriel *

Angiologia e Cirurgia Vascular - CRM 130437

Instagram: @drsthefanoatiquegabriel

Facebook: /drsthefanoatique

Contato: 17 3512-1970

Endereço: R. Redentora, 3106 - Vila Redentora - São José do Rio Preto - SP   

*Doutor em Pesquisa em Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especialista nas áreas de Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e coordenador do curso de Medicina da União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago)

   


+ Stnews

Diagnóstico precoce evita desenvolvimento de problemas na visão

Celebrado em 10 de julho, o Dia Mundial da Saúde Ocular alerta para a prevenção e diagnóstico precoce das doenças oculares. Os problemas oculares podem ocorrer em todos os tipos de...

Leia +

Neuropatia diabética pode causar formigamento nos pés

O Diabetes Mellitus representa uma doença prevalente em todo o mundo e caracteriza-se por elevados níveis de glicose no sangue. A hiperglicemia crônica acelera o depó...

Leia +

Dieta à base de verduras e legumes pode ser benéfica para a saúde cognitiva

Estudo da Faculdade de Medicina da USP revela que a adesão à dieta da saúde planetária pode desacelerar o declínio cognitivo. O artigo publicado na revista científica Nature ...

Leia +

Entenda o que é PMMA e os riscos do uso em procedimentos estéticos

O polimetilmetacrilato (PMMA) é um componente plástico com diversos tipos de aplicação, tanto na saúde quanto em setores produtivos, a depender da forma de ...

Leia +

Existem diferenças entre obesidade masculina e obesidade feminina?

A obesidade constitui um importante fator de risco para doenças cardiovasculares, cuja incidência tem aumentado de maneira exponencial nos últimos anos. A dinâm...

Leia +